União de esforços para tirar dúvidas da população sobre auxílio emergencial

Os representantes da Caixa Econômica Federal recorreram à Prefeitura de Criciúma, solicitando ajuda para facilitar o acesso das pessoas ao Auxílio Emergencial do Governo Federal.

Os profissionais identificaram a dificuldade dos usuários em acessar a internet, manusear o aplicativo, além de terem dúvidas sobre como proceder com o pedido. Por isso, uma união de esforços junto aos órgãos municipais e ao 28º Grupo de Artilharia de Campanha (GAC) está sendo feita, disponibilizando equipes para passarem por treinamento e posteriormente serem distribuídas em escolas da rede municipal, para atender aqueles que necessitam. Serão 36 profissionais a disposição da população.

O objetivo é que as pessoas não precisem se deslocar até a sede da Caixa Econômica e possam ser atendidas em suas localidades, evitando aglomerações e a disseminação de Coronavírus (Covid-19). A ação também tem o envolvimento da Secretaria da Assistência Social e Habitação, Diretoria de Tecnologia da Informação e Diretoria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação.

A Assistência Social já disponibiliza esse suporte através dos seis Centros de Referência de Assistência Social (Cras) do município, via telefone e presencial, no hall de entrada da prefeitura, no Paço Municipal Marcos Rovaris.

 “Vamos ampliar os locais de atendimentos para as famílias em situação de vulnerabilidade social. Também terá mais profissionais envolvidos e isso vai contribuir na maior agilidade no acesso das famílias ao benefício”, disse a secretária municipal da Assistência Social e Habitação de Criciúma, Patrícia Vedana Marques.

Nesta quarta-feira (6) inicia o treinamento para as equipes que ficarão divididas em escolas distribuídas geograficamente. “Tudo isso é para que as pessoas possam se auto atender em seus bairros e evitem aglomerações no centro da cidade”, comentou o superintendente executivo de Varejo da Caixa, Rudolfo Cabral Melo.

Confira os locais que estarão disponíveis para tirar dúvidas sobre o auxílio emergencial do governo Federal:

Centro de Educação Municipal para Jovens e Adultos (CEMJA)

Bairro: Brasília (antiga EMEIEF Professor Francisco Skrabski)

Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEEF) José Rosso

Bairro: Quarta Linha

EMEF Professora Lili Coelho

Bairro: Santa Luzia

Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental (EMEIEF) Padre Paulo Petruzzellis

Bairro: Pinheirinho

EMEF Filho do Mineiro

Bairro: Metropol

EMEIEF Caetano Ronchi

Bairro: São Defende

EMEIEF Judite Duarte

Bairro: Sangão

EMEIEF Casemiro Stachurski

Bairro: Linha Batista

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email