Casa de Passagem presta serviços à população em situação de rua

A cidade de Criciúma possui um local para acolher a população em situação de rua. A Casa de Passagem Vida Livre é um equipamento pertencente à Secretaria de Assistência Social e Habitação, que fica localizado na rua Giácomo Sônego Neto, 415, no bairro Pinheirinho e funciona 24h por dia.

Na casa são realizados encaminhamentos, prestados auxílios para a elaboração de currículos, além de conter dormitórios, refeições e higiene pessoal a disposição dos usuários.

O local também dispõe de uma psicóloga, uma assistente social e um tradutor de Inglês e Espanhol. A capacidade máxima de hospedagem é de 50 pessoas, com quatro dormitórios disponíveis, sendo um feminino, um masculino e dois familiares, para aqueles que se hospedam com a família.

“Esse serviço é fundamental para quem quer se reerguer. Essa é uma ajuda que eles possuem para recomeçar, trabalhar e reestabelecer os vínculos”, explica a coordenadora da Casa de Passagem, Marina Matos da Silveira Manenti.

Para o secretário de Assistência Social e Habitação de Criciúma, Paulo César Bitencourt, o serviço é de extrema importância para a cidade e é fundamental que a população o conheça. “Poucos conhecem a Casa de Passagem e a forma como é tratada a população em situação de rua. É nela que é feito o acolhimento àqueles que por algum motivo não possuem um lar, um parente próximo, onde dormir e não quer dormir na rua.

São pessoas que, apesar da situação, querem um ambiente melhor do que as ruas e a Casa de Passagem acaba sendo a porta de entrada”, enfatiza.

É preciso respeitar as regras

Apesar de o acolhimento ser realizado com ou sem encaminhamentos, existem algumas regras a serem cumpridas pelos usuários da Casa. Todos devem respeitar o objetivo colocado no momento de entrada.

Como exemplo, aqueles que estão em busca de empregos, devem circular pela cidade para procurá-lo, podendo retornar ao espaço para realizar as refeições.

Até às 19h todos devem estar na casa, exceto aqueles que realizam horas extras, mediante aviso e é proibido fumar do portão para dentro. Além disso, todos devem manter o respeito com os funcionários e com os usuários.

O não cumprimento das regras, bem como a chegada no local sob efeito de álcool ou substâncias ilícitas podem implicar no desligamento do cidadão.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email