Transporte coletivo não tem data para retomada das atividades

Nesta quinta feira o transporte coletivo completa 42 dias de paralisação e não há nenhuma previsão de autorização para retorno, por parte do governo do Estado. 

O decreto estadual previa que a atividade seguisse parada até o dia 30 de abril. Segundo o governador, Carlos Moisés, houve uma “interpretação equivocada” quanto ao retorno do transporte coletivo.

“Os decretos do governo do Estado não dizem quando a atividade vai voltar. Eles dizem até quando está suspenso, eles são renováveis”, explicou o governador.

Ainda conforme o governo, a equipe segue analisando as curvas de crescimento do novo coronavírus (Covid-19) para determinar uma possível volta da atividade. “Neste momento os números não indicam segurança para a volta deste tipo de atividades [transporte coletivo”, afirmou Moisés.

“Os primeiros decretos que fizemos tinham apenas sete dias de vigência. A tendência é que o governo faça próximos decretos talvez até suspendendo algumas atividades sem prazo para retomá-las”, relatou o governador.

A tendência é que na próxima quinta-feira (30) um novo decreto seja estipulado sobre uma possível data para retorno desta atividade.

Aulas presenciais e eventos de grande público também não tem prazo pra voltar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email