Saiba como fazer o CadÚnico e ter acesso a todos os benefícios sociais disponíveis no país

Criado para integrar, catalogar e selecionar famílias brasileiras em situação de pobreza ou pobreza extrema, o Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) foi instituído em 2001, e é a porta de entrada para todos os benefícios sociais públicos disponíveis no Brasil.

Com as informações coletadas pelo CadÚnico, o governo federal pode traçar um mapa de ações voltadas à melhoria da qualidade de vida de famílias que vivem com pouca ou nenhuma renda mensal. Ele é obrigatório para quem deseja participar de iniciativas de assistência social. A Caixa Econômica Federal é responsável por manter o cadastro, e cabe ao Ministério da Cidadania gerir as informações.

Confira o passo a passo de como fazer o CadÚnico, como atualizá-lo e, se for o caso, como se recadastrar. Confira:

Agência Brasil explica, Cadúnico, Arte 1
Arte EBC

O CadÚnico também é importante para programas estaduais e municipais, que podem exigir a documentação para benefícios de programas locais. Pessoas que foram vítimas de desastres, como o rompimento das barragens de Brumadinho e Mariana, também devem fazer o cadastro para ter acesso a fundos de emergência para a população.  

Estados e municípios que têm programas sociais próprios também podem solicitar o CadÚnico. Famílias que ainda não foram cadastradas podem procurar um Centro de Referência em Assistência Social (Cras) para fazer parte da lista. Veja os documentos necessários:

Agência Brasil explica, Cadúnico, Arte 2
Arte EBC

Devidamente registrado no sistema, o CadÚnico abre as portas para a inscrição em processos seletivos de programas sociais. É importante lembrar que ter o CadÚnico não é garantia de participação. Caso seja selecionado, é importante lembrar de manter o cadastro sempre atualizado. Caso contrário, o recebimento do benefício pode ser interrompido. Mudanças de endereço da família toda ou apenas de alguns membros devem ser comunicadas, assim como mudanças na renda ou novos vínculos trabalhistas.

Mais informações nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) da cidade:

CRAS Casa da Família Santa Luzia
Rua Luiz Eurico Terjeira Lisboa
Santa Luzia
Centro Comunitário

Telefone: (48) 3445-8940

CRAS Casa da Família Próspera
Rua Espírito Santo, s/n
Brasília
Telefone: (48) 3445-8921

CRAS TEREZA CRISTINA
Rua Imigrante Spillere 
Tereza Cristina
Telefone: (48) 3445-8941

CRAS Vila Miguel
Rua Isaura de Jesus dos Santos 
Vila Miguel
Telefone: (48) 3478-5002

CRAS Cristo Redentor
Rua Maria Cecília Vieira Batista
Cristo Redentor
Centro Comunitário

Telefone: (48) 3439-4259

CRAS Renascer
Rua Antonio Lima
Renascer
Ao lado da Escola Clotildes Lalau

Telefone: (48) 3439-7406

Fonte: Agência Brasil

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email