Não haverá aumento na tarifa do sistema integrado de transporte coletivo em 2020

A tarifa do sistema integrado de transporte coletivo de Criciúma não sofrerá reajuste em 2020. De acordo com o prefeito Clésio Salvaro, o valor de R$ 3,90 será mantido para os usuários que utilizam o cartão Criciúmacard Cidadão. Já para quem pagar em dinheiro ao cruzar a catraca, a tarifa continua em R$ 4,25. Desde 2017, Criciúma não registra aumento no valor da passagem de ônibus.

“A passagem continuará sendo uma das mais baratas de Santa Catarina. Nós conseguimos congelar a tarifa nos últimos anos graças às medidas de racionalização e a implantação de recursos como a biometria facial, que atualizou todo o sistema de bilhetagem eletrônica, diminuindo fraudes. Pela terceira vez consecutiva, a gente não vai reajustar a tarifa, estimulando os usuários a continuar utilizando o sistema”, afirma Salvaro.

Em Criciúma, o sistema integrado de transporte coletivo transporta mais de 1 milhão de passageiros por mês. Os usuários podem acompanhar em tempo real o percurso dos ônibus através do aplicativo Moovit, lançado em 2017 e disponível para download de forma gratuita. “A intenção é continuar melhorando o sistema. Pavimentamos ruas que compõem o trajeto dos veículos e instalamos mais de 350 novos abrigos nos bairros”, conta o prefeito.

Com a garantia da Administração Municipal de manter os valores estabelecidos há três anos, a tarifa para os alunos que utilizam o cartão Criciúmacard Estudante continua em R$ 1,95. Para os educadores, a passagem custa R$ 2,92 no cartão Criciúmacard Professor. Já no cartão Criciúmacard Vale-Transporte, a tarifa continua em R$ 3,90.

Confira os valores do serviço opcional executivo (Mineirinho):

Criciúmacard Vale-Transporte: R$ 4,90
Criciúmacard Cidadão: R$ 4,90
Pagamento em moeda circulante na catraca: R$ 5,50

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email