Mirante Realdo Santos Guglielmi já tem empresa responsável pela construção definida

Com os objetivos de fomentar a economia local, atrair turistas e proporcionar uma nova opção de lazer aos moradores de Criciúma, o Mirante Realdo Santos Guglielmi será construído pela empresa Engetom Construção Civil.

Homologada pela Prefeitura de Criciúma como vencedora do processo licitatório que visa à execução das obras, a empresa ofertou o valor de R$ 2.778.905,00 e terá 10 meses para concluir os trabalhos após a assinatura do termo contratual e da ordem de serviço que autoriza o início das obras.

Bairro Mina Brasil 

O recurso para construir o mirante de 30 metros de altura foi disponibilizado pelo Governo Federal, via Ministério do Turismo (MTur). A estrutura será construída na rua Honório Búrigo, no Morro Cechinel, no bairro Mina Brasil, e terá 657,42 m² de área.

“O mirante vai fomentar a economia local atraindo pessoas de todas as idades, de muitas cidades. Ele vai possibilitar uma visão em 360º de Criciúma, do alto do Morro Cechinel. Será mais uma atração turística para os criciumenses”, destaca o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

De acordo com a secretária municipal de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, o valor ofertado pelo Governo de Criciúma para a execução das obras de construção do mirante era de R$ 2,8 milhões. “A Engetom era uma das duas empresas habilitadas que apresentaram propostas.

A segunda colocada, a Engenharia Castanhel, ofertou R$ 11 mil a mais do que a Engetom e não solicitou abertura de prazo de recursos, o que agilizou a definição da empresa vencedora”, conta.

Próximos passos

Com a empresa responsável pelos serviços definida, a Administração Municipal formulará o contrato para encaminhar à Caixa Econômica Federal nesta semana. “A Caixa precisa analisar e aprovar todo o processo licitatório antes do início das obras. Após a aprovação da Caixa, a instituição financeira vai solicitar o recurso ao Governo Federal, que nos garantiu a verba”, explica Kátia.

As obras serão iniciadas somente após a entidade emitir uma Autorização de Início de Obra (AIO) à Prefeitura de Criciúma, que estará apta a redigir a ordem de serviço que autoriza o início das obras.

Para garantir o dinheiro no MTur e viabilizar a construção do Mirante Realdo Santos Guglielmi, Salvaro contou com o apoio do ex-deputado federal Ronaldo Benedet.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email