Implementação de dispositivos para detectar defeitos no sistema elétrico começa a ser executada pela Celesc

celesc criciuma

Com o objetivo de reduzir o tempo de restabelecimento do sistema elétrico, em caso de interrupção do fornecimento de energia elétrica, uma equipe formada por eletricistas e técnicos industriais da Celesc desenvolveu um sistema para ajudar a detectar o defeito em condições climáticas desfavoráveis ou durante a noite.

Batizada de “Sinalizador de Rompimento de Elo Fusível para Chaves Fusíveis de Distribuição de Energia Elétrica”, a tecnologia foi considerada a melhor prática, entre distribuidoras de todo o país, no Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI), realizado em 2018, na ENEL/CE. Agora, o sistema começa a ser implantado na rede elétrica da área de concessão da empresa.

blank

Inicialmente, na fase de testes, 120 dispositivos serão implantados nos próximos dois meses, em pontos estratégicos já definidos, para atendimento dos municípios que integram os Núcleos da Grande Capital (NUCAP) e Leste (NULES), sendo 60 peças para cada um. A partir dos resultados obtidos, a Empresa vai estudar durante um ano a eficiência e analisar o custo-benefício para depois implantar em outras regiões.

“É um período de pré-teste dos dispositivos que foram bem avaliados durante o Rodeio Nacional de Eletricistas, mas precisamos acompanhar o seu comportamento no dia a dia de operação no sistema elétrico”, explicou o gerente de Departamento de Engenharia e Planejamento do Sistema Elétrico da Celesc, André Leonardo Konig.

Como funciona

O Sinalizador reflexivo é associado ao expulsor do elo fusível das chaves fusíveis dos ramais e alimentadores. “O sinalizador é capaz de identificar a condição de rompimento do elo fusível, associado ao defeito de abertura da chave, causado por pontos quentes no contato superior, ajustes mecânicos ou oxidações por agentes ambientais como poeira, umidade e salinidade”, explica o engenheiro da Celesc, Eduardo Soldateli.

As causas mais comuns de abertura do sistema elétrico são: o toque da vegetação nos cabos da rede elétrica, descargas atmosféricas, sobrecarga ou algum acidente que venha a acionar a proteção e suspender o fornecimento de energia.

23º SENDI e VII Rodeio Nacional de Eletricistas

O VII Rodeio Nacional de Eletricistas, foi realizado durante o XXIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica (SENDI), em novembro de 2018, na ENEL/CE, disputa em que a equipe da Celesc foi a grande vencedora. Na ocasião, o projeto “Sinalizador de Rompimento de Elo Fusível para Chaves Fusíveis de Distribuição de Energia Elétrica”, concebido por empregados da empresa, foi eleito a “Melhor Prática Nacional do Setor Elétrico”.

Realizado pela Abradee a cada dois anos, o seminário tem o objetivo de promover a troca de experiências entre as empresas distribuidoras de energia elétrica, fomentando inovações, ideias e melhores práticas para a segurança, operação, manutenção e construção, e o aprimoramento dos serviços prestados à sociedade.

Seja um Leitor Parceiro!

Em uma época em que a facilidade ao acesso de informação acaba multiplicando a desinformação, e para piorar em meio a uma pandemia, o site Bairros Criciúma reforça o compromisso com o jornalismo sério, profissional e de qualidade. Nossa equipe se dedica diariamente na difusão de informação responsável e que você pode confiar.

Para que possamos melhorar cada vez mais e juntos possamos ter um jornalismo sério e o compromisso com a informação de qualidade, contamos também com a contribuição espontânea de nossos leitores!
Para contribuir basta fazer um Pix de qualquer valor para a chave: [email protected]

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email