Confira a importância da caixa d´água

Da mesma forma que a implantação de reservatórios e a higienização periódica são ações fundamentais para a Casan, a instalação e a limpeza da caixa d´água são de grande importância para a manutenção do abastecimento nas residências.

A orientação da Companhia, assim como da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), é de que os moradores mantenham reservatório suficiente para 24 horas de consumo normal pelos usuários na edificação.

Como o consumo médio em Santa Catarina é estimado em 133 litros/dia/pessoa, para residências de cinco a seis usuários, por exemplo, o indicado é o reservatório ter pelo menos 1.000 litros. Mas se você recebe muitos familiares, ou aluga sua casa, é importante aumentar a reservação.

Exigências legais

Por sua importância, a instalação da caixa d´água é muito mais do que uma orientação, pois esse é considerado um equipamento obrigatório.

O reservatório domiciliar é previsto como uma exigência no Decreto Estadual 1.846, e também no Regulamento de Serviços da Casan.

De acordo com a normatização da Companhia, em toda a edificação, unifamiliar ou multifamiliar, é obrigatória a instalação de reservatório superior de água, vedado e com tampa, com capacidade compatível com as necessidades do imóvel e de seus ocupantes.

O regramento também prevê que todas as instalações hidráulicas da rede interna de água potável do imóvel sejam conectadas ao reservatório superior.

Além disso, é responsabilidade do usuário promover a manutenção da qualidade da água fornecida, realizando a limpeza periódica do seu reservatório a cada seis meses.

Poupança para imprevistos

A caixa d’água tem duas finalidades básicas. A primeira é garantir a continuidade do abastecimento quando há interrupções no fornecimento, devido a reparos e manutenções nas redes de distribuição, por exemplo.

A outra é diminuir a pressão de água que entra no imóvel, evitando sobrecargas nas tubulações internas e proporcionando um uso mais econômico. 

“A caixa d’água é como uma poupança. Uma reserva para qualquer imprevisto que possa ocorrer e que venha a afetar o abastecimento”, explica o engenheiro sanitarista Bruno Cesar Schmitt, do Setor de Manutenção de Água da Superintendência da Região Oeste. 

Cuidados com a caixa d´água

Com análises diárias nas Estações de Tratamento (ETAs) e nas redes de distribuição, a Casan garante a qualidade da água até o ponto de entrega, que é o hidrômetro. Mas em cada imóvel é também fundamental acompanhar o estado de conservação da caixa d´água, especialmente de sua tampa, e fazer a limpeza periódica.

A higienização ideal é a realizada a cada seis meses. Quando isso não ocorre, o cloro residual responsável por manter a água segura para uso é consumido mais rapidamente, o que pode comprometer a qualidade da água e gerar risco de aparecimento de doenças gastrointestinais. 

Saiba mais:

-Mantenha a caixa sempre fechada para evitar poeira e a entrada de pequenos animais.

– Caixas d’água sem manutenção podem levar à disseminação de doenças como diarreias, e também a dengue, pois o Aedes aegypti se desenvolve em água limpa e parada, encontrando condições favoráveis para a reprodução.


Como fazer a limpeza:

1- Feche a entrada de água na boia ou no registro do cavalete.

2- Utilize a água restante da caixa normalmente, até sobrar aproximadamente 5 cm de agua no fundo da caixa.

3- Feche as torneiras. Com um tampão específico que pode ser adquirido no comércio, ou um pano limpo, tampe a tubulação de saída de água na caixa, evitando assim a entrada de qualquer sujeira na tubulação. Cuidado para não deixar o pano entrar pela tubulação.

4- Esfregue suavemente as paredes com uma esponja ou escova para a remoção da sujeira. Retire a água suja com o auxílio de balde, pano ou esponja. Não utilize escova de aço.

5- Coloque 50 ml de água sanitária (aproximadamente um copinho de café) em um balde com 15 litros de água. Enxague todas as paredes da caixa com esta solução e deixe-a agir por 30 minutos. Ao final, enxague o excesso acumulado no fundo da caixa. Importante o uso de luvas de borracha.

6- Retire o tampão da tubulação de saída. Pronto! Sua caixa d’ água está limpa e desinfetada.

7- Deixe entrar água nova na caixa e em seguida abra todas as torneiras por dois minutos, eliminando a água velha que está nas tubulações. A água já pode ser utilizada. Por fim, limpe e recoloque a tampa. 
 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email