Mês de fevereiro marca o retorno às aulas nas redes municipal e estadual de educação

As férias escolares estão quase acabando para os alunos das redes municipal e estadual de educação em Criciúma. Os mais de 20 mil alunos das 68 escolas municipais de Criciúma retomam as suas atividades a partir do dia 17 de fevereiro. 

Nas escolas da rede estadual de educação o início do ano letivo está previsto para o dia 10 de fevereiro. Neste período muitos pais aproveitam para realizar a compra de material escolar, portanto quem ainda não providenciou poderá enfrentar filas e escassez de variedades de produtos, conforme vai se aproximando do início das aulas. 

Durante o recesso escolar os governos estadual e municipal aproveitam para realizar obras e reformas nas escolas. A Secretaria de Estado da Educação está mobilizada na preparação do ambiente das escolas estaduais. Desde o dia 2 de janeiro, começaram as entregas de mobiliário em parte das regionais e a distribuição de mais de 1 milhão de livros.

Serviços de manutenção das unidades, como poda, roçada, controle de pragas, limpeza de fossas e caixas d’água e consertos aparelhos de ar condicionado também foram iniciados. A manutenção civil, que compreende reparos e pequenas reformas nas escolas teve início em todo o Estado no dia 20 de janeiro. 

A Prefeitura de Criciúma finaliza a construção de 33 ginásios nas escolas municipais, que estão sendo construídos com o objetivo de incentivar a prática esportiva na cidade. Outra novidade é a municipalização, no fim do ano passado, da Escola de Educação Básica (EEB) Maria José Hülse Peixoto, que será a nova sede da Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental (EMEIEF) Professor Francisco Skrabski.

O Governo de Criciúma realiza adequações na estrutura da nova unidade escolar, que já tem 350 alunos matriculados, mas poderá contemplar até 500 estudantes. 

Sede exclusiva para o Proeja

Pela primeira vez, Criciúma terá uma sede exclusiva para o Programa de Educação de Jovens e Adultos (Proeja) do município. O novo espaço será na antiga estrutura da EMEIEF Profº Francisco Skrabski. Conforme a coordenadora do Proeja em Criciúma, Sonia Mirian Guglielmi, a estrutura da escola poderá atender 800 estudantes entre o vespertino e o noturno. “Esta sede é realização de um sonho. Estamos sonhando com esse local desde 2009 e agora graças ao empenho da administração municipal, conseguimos”, ressalta.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email