Polícia Militar inicia policiamentos especiais para a temporada

A Polícia Militar de Santa Catarina iniciou na última semana, a Operação Verão Seguro que irá acontecer até o dia 21 de fevereiro de 2021, em 29 zonas balneárias (municípios/praias), 22 estâncias hidrominerais, duas zonas alfandegárias e em 129 áreas de proteção ambiental.

As localidades da Operação Verão da PMSC possuem um efetivo orgânico de 4.332 policiais militares, em emprego operacional. Essas localidades receberão os reforços de 679 policiais militares, perfazendo um total de 5.011 policiais.

blank

Todos os 508 praças recém formados no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) já foram distribuídos de acordo com a demanda de cada região. Além dos novos policiais, outros policiais militares estão mobilizados de outras sedes, os quais serão empregados em escalas de serviço, conforme critérios definidos pelos comandos locais.

Serão atendidas com reforços, durante o período da Operação Verão Seguro, a 1ª RPM (Florianópolis – Capital e Continente), a 3ª RPM (Balneário Camboriú e região), a 5ª RPM (Joinville e região), a 6ª RPM (Criciúma e região), a 8ª RPM (Tubarão e região) e a 11ª RPM (São José, Palhoça, Governador Celso Ramos e região).

Segurança – Durante a Operação Verão Seguro, a PMSC garantirá reforços e incrementos de operacionalidade às Organizações Policiais Militares sediadas em cidades com balneários e/ou estâncias hidrominerais, de modo a ampliar as ações de polícia ostensiva e a preservação da ordem pública nesses locais.

A PMSC, através do controle dos indicadores de violência e criminalidade, pretende também ajudar a diminuir o número de ocorrências policiais e emergências nas cidades impactadas, mesmo com o aumento da população.

Também se objetiva maior fiscalização no trânsito, de modo a minimizar os impactos causados pelo aumento significativo de automóveis no período, haja vista que é o principal meio pelo qual os turistas se dirigem à Santa Catarina.

Covid-19 

O comandante-geral, Coronel Dionei Tonet, afirmou que a PMSC também está atenta às regras de fiscalização para o combate sa Covid-19. “Durante a realização da Operação, os comandantes locais e das guarnições especializadas deverão orientar todo o efetivo quanto às normas sanitárias vigentes estabelecidas para o enfrentamento da pandemia COVID-19, procedendo às fiscalizações de acordo com as orientações dos decretos estaduais e municipais vigentes”, completou.

Qualquer incidência de quebra de ordem pública terá uma pronta resposta da PMSC, que também se compromete a prestar um atendimento eficaz às ocorrências policiais geradas a partir do telefone 190 ou do aplicativo PMSC Cidadão.

Com todos esses esforços, a PMSC pretende prioritariamente prevenir, antecipando efetivos em pontos sensíveis e pontos estratégicos de policiamento.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email