Prefeitura suspende processos seletivos em decreto que fortalece medidas de prevenção contra coronavírus

Para evitar a transmissão do novo coronavírus e a disseminação da pandemia de Covid-19 em Criciúma, a Administração Municipal formalizou nesta terça-feira (17) o decreto municipal n° 390, que estabelece medidas preventivas que devem ser adotadas no município.

O documento assinado pelo prefeito Clésio Salvaro será publicado no Diário Oficial Eletrônico (DOE) da Administração Municipal e suspende, a partir desta quinta-feira (19), as aulas na rede municipal de ensino de Criciúma.

O decreto também interrompe as aulas nos Centros de Educação Infantil (CEIs) da Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma (Afasc) e suspende, por tempo indeterminado, eventos e atividades de qualquer natureza, com previsão de aglomeração de pessoas, que requerem expedição de autorização por parte de órgão ou entidade da Prefeitura de Criciúma.

Restaurantes, bares e similares devem assegurar distância mínima de dois metros entre as mesas existentes nos estabelecimentos, além de manter ventilados os ambientes de uso dos clientes.

“Reduzir a aglomeração de pessoas é fundamental para evitarmos a transmissão do vírus em Criciúma. Realizamos reuniões ao longo do dia, com muitas entidades e órgãos da prefeitura, e formalizamos o decreto seguindo as orientações de prevenção divulgadas pelos órgãos de saúde. Pedimos o apoio de todos seguimentos da sociedade civil”, ressalta o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, que esteve reunido nesta terça-feira com líderes religiosos e representantes de casas de eventos, bares e restaurantes.

Processos seletivos suspensos

O decreto municipal n° 390 também suspende a realização das provas dos processos seletivos n° 004/2020 e n° 001/2020, do Governo de Criciúma, que seriam aplicadas no próximo domingo (22), na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). A Administração Municipal definirá e divulgará as novas datas para aplicar as avaliações, sem prejuízos aos inscritos.

Os agentes públicos que apresentarem sintomas e retornaram, nos últimos 14 dias, de locais onde há transmissão comunitária do novo coronavírus, além dos servidores que tenham contato ou convívio direto com pessoas com caso suspeito ou confirmado da doença, devem ser afastados do trabalho pelo período mínimo de 14 dias (contados a partir da data de contato ou retorno da viagem), conforme determinação médica.

Os agentes públicos com mais de 60 anos ou que apresentarem doenças respiratórias crônicas, entre outras causas, poderão desempenhar em casa, em regime excepcional de trabalho, as funções determinadas pela chefia.

O decreto estabelece, ainda, horário especial de expediente nos órgãos e entidades da Administração Municipal, que a partir de quinta-feira passam a funcionar das 7h às 12h e das 12h às 17h, com escalas de equipes para atuarem em ambos os horários.

Os serviços de saúde terão os horários mantidos ou ampliados, de acordo com a necessidade da Administração Municipal. O setor de Ouvidoria da Secretaria Municipal de Saúde atenderá, de forma exclusiva, pelo telefone (48) 3445-8715 ou pelo e-mail [email protected]

O decreto municipal n° 390 terá prazo de até 30 dias, podendo ser prorrogado por igual ou mais período. O documento estará disponível no site do Governo de Criciúma, através do link www.criciuma.sc.gov.br, a partir desta quarta-feira (18).

Encontros cancelados

Nesta segunda-feira (16), em concordância com a equipe administrativa da Afasc, Salvaro comunicou o cancelamento das atividades desempenhadas em Clubes de Mães, Grupos de Idosos, Afasc Ritmo e Saúde, grupos de ginástica, oficinas de mosaico e pintura da Afasc e das ações desenvolvidas no Centro de Convivência da Terceira Idade (CCTI), no bairro Mina Brasil. Segundo o decreto municipal n° 390, recomenda-se que as pessoas com mais de 60 anos restrinjam seus deslocamentos às atividades estritamente necessárias.

Fesporte altera disputas dos Jasti

Por conta da pandemia de Covid-19, a Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) suspendeu a fase microrregional e alterou a data da fase estadual dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) 2020, que seria realizada entre os dias 25 e 30 de abril, em Criciúma. O comunicado foi repassado à Fundação Municipal de Esportes (FME) de Criciúma nesta segunda-feira. A nova data para a realização da iniciativa esportiva, que reunirá mais de 3,5 mil idosos, deve ser definida pelos órgãos governamentais nas próximas semanas.

Centro de Triagem

Para atender eventuais casos relacionados ao novo coronavírus, a Prefeitura de Criciúma, via Secretaria Municipal de Saúde, disponibilizará um Centro de Triagem na estrutura da antiga Unidade Básica de Saúde (UBS) Centro, localizada nas proximidades do Hospital São José (HSJ). Os serviços da unidade foram transferidos para a nova UBS Centro Dr. Antônio Pazini, situada no Edifício Joacir José Milanez, na rua João Pessoa, no Centro. O Centro de Triagem deve começar a funcionar em até dois dias.

De acordo com o secretário municipal da Saúde, Acélio Casagrande, os pacientes que apresentarem sintomas da doença poderão ser atendidos no Centro de Triagem, evitando o contagio de outras pessoas.

Recomendações da Vigilância Epidemiológica/Setor de Agravos da Secretaria Municipal de Saúde:

– Primeiramente sem pânico, apesar do cenário mundial, não há casos confirmados até o momento em Criciúma. Todavia, é tempo de intensificar as medidas de prevenção e controle para combater a transmissão do vírus.

– Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.

– Cubra o rosto quando tossir ou espirrar (de preferência com o ombro ou o antebraço).

– Desconsidere informações divulgadas por fontes não oficiais. As fontes oficiais são: Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de Santa Catarina, Ministério da Saúde (MS) e Organização Mundial da Saúde (OMS).

– Evite aglomerações e circulação por locais com grande número de pessoas.

– Evite beijos, abraços e apertos de mão.

– Mantenha os ambientes arejados.

– Evite visitar idosos. Os idosos são a população mais vulnerável, portanto cabe protegê-los e dentro do possível utilizar os meios de comunicação.

– Ao apresentar sinais e sintomas de alerta procure a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima. Evitar idas desnecessárias aos serviços de urgência é fundamental para impedir risco maior.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email