Mais 10 leitos de UTI no HSJosé para tratamento da Covid-19 estão habilitados

A habilitação para utilização dos leitos foi publicada no Diário oficial hoje, porém, mesmo antes de sair a habilitação oficial, o HSJosé já estava com a área pronta para uso com ventiladores, camas e monitores; mas com dificuldades para contratação de novos colaboradores, devido a falta destes profissionais na região.

O HSJosé com os novos leitos de UTI já em funcionamento, capacitou mais de 100 colaboradores para estas novas áreas, com 30 leitos. “No último final de semana, a equipe foi ampliada e estava capacitada para o atendimento; com isso, colocamos em funcionamento dois novos leitos, mesmo sem a habilitação. Para os outros oito leitos, estamos já com o quadro de funcionários quase completo”, ressalta o diretor técnico e médico infectologista do HSJosé, Raphael Elias Farias ( CRM-13081/RQE-9915).

De acordo com o especialista, para cada dois pacientes internados em leitos de UTI, o ideal é que quatro técnicos de enfermagem estejam à disposição para atendimento destes pacientes. Desta forma, para os 10 leitos, se faz necessário 20 técnicos de enfermagem, além dos demais profissionais como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos, higienizadoras, entre outros profissionais.

Desde o início da pandemia, o HSJosé colocou à disposição 18 leitos de UTI para tratamento exclusivo da Covid-19, e após, já ampliou mais 10 leitos, todos estes já em funcionamento.

Devido a demanda de pacientes, a direção da entidade fez a solicitação de mais 10 leitos de UTI para tratamento da Covid-19; esta aprovação foi oficializada ontem. Desta forma, o hospital terá um total agora de 38 leitos de UTI SUS para tratamento de pacientes acometidos com a Covid-19 e que necessitem de internação em UTI.

“A habilitação dos leitos foi um esforço conjunto do HSJosé, junto a prefeitura de Criciúma e Secretaria do Estado da Saúde. O Governo Federal e Estadual, disponibilizaram respiradores; o município e o HSJosé adquiriram mais 10 leitos de UTI. Mesmo a regulação sendo feita pelo Estado, ainda há muitas dificuldades, porque a regulação é Estadual e as pessoas acabam vindo de outras regiões”, comenta o Secretário de Saúde de Criciúma, Acélio Casagrande.

Ainda segundo o secretário, estão fazendo um grande esforço junto a outras Instituições, ao governo Estadual e Federal para que leitos de UTI sejam habilitados também em outros hospitais da região.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email