Criciúma ultrapassa 100 óbitos pela Covid-19 seis meses após primeiro registro

A primeira morte confirmada por Covid-19 no município foi registrada no dia 1º de abril, cerca de 120 dias atrás, hoje quatro novos óbitos foram computados e constam no último boletim da Vigilância Epidemiológica, que em breve repassará mais informações. Com estes casos o total de vítimas fatais no município chega a 103.

A Vigilância Epidemiológica informou, na manhã de hoje, o 99° óbito de paciente com Covid-19 residente em Criciúma, ocorrido nesta quinta-feira, dia 1º, um homem, de 82 anos, com comorbidades, que estava internado em UTI desde 14 de setembro.

Já na noite de ontem, 30,  a Vigilância Epidemiológica informou mais duas mortes por Covid-19. As vítimas foram duas mulheres, ambas com comorbidade, sendo uma de 84 anos, que estava internada em UTI e outra de 91 anos.

O informe Epidemiológico de hoje, com números atualizados de casos de Covid-19 em Criciúma apresenta 6.604 contaminados, sendo 6.130 recuperados e 371 ativos, destes 25 estão internados, 8 em UTI e 17 em tratamento clínico. Ainda há 82 casos suspeitos, dos quais 2 estão hospitalizados em leito clínico.

Em Santa Catarina, 216.624 pessoas apresentaram teste positivo para Covid-19, sendo que 206.604 se recuperaram e 6.899 estão em acompanhamento. O dado foi divulgado nesta quinta-feira. O coronavírus causou 2.821 mortes no estado desde o início da pandemia. Com isso, a taxa de letalidade é de 1,3%.

As 295 cidades catarinenses têm casos confirmados, e 225 registraram ao menos um óbito. O local com a maior quantidade de pessoas que já contraíram Covid-19 é Joinville, que contabiliza 22.286 casos. 

Dos 1.539 leitos de UTI existentes pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina, há 918 ocupados, sendo 216 por pacientes com confirmação ou suspeita de infecção por coronavírus. A ocupação é de 59,9% e há 621 leitos vagos atualmente.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email