Aulas online começam na próxima segunda-feira para alunos da rede municipal de ensino

A partir da próxima segunda-feira (4), os mais de 20 mil alunos da rede municipal de ensino iniciam as aulas remotas por meio da ferramenta Google Classroom. As aulas seguirão cronograma definido pela Secretaria Municipal de Educação.

Durante esta semana, os 1,6 mil professores testaram a plataforma e desenvolveram as metodologias das atividades não presenciais. O acesso das aulas remotas pode ser feito pelo Portal Educacional (aluno.criciuma.sc.gov.br/).

Publicidade
blank

Segundo a secretária municipal de Educação, Cristiane Uliana Fretta, os coordenadores estão encaminhando os e-mails para os alunos terem acesso a plataforma. “Será um desafio para os professores, mas eles estão dedicados e focados nessa nova metodologia.

Fizemos uma semana de formações para que os professores e gestores aprendessem a utilizar a ferramenta e as novas metodologias de ensino. Os professores estão estudando bastante para que semana que vem já comecem as aulas remotas da melhor maneira possível”, ressaltou a secretária.

O cronograma da Secretaria de Educação estabeleceu o dia e o horário para cada disciplina, assim também para facilitar o uso da plataforma para os alunos. Já os estudantes que não possuem o acesso à internet, os pais ou responsáveis irão até a escola, quinzenalmente e mensalmente, buscar as atividades.

A Secretaria de Educação teve o suporte da Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI). No primeiro momento, a DTI compilou os materiais disponibilizados pela coordenação pedagógica da Secretaria Municipal de Educação e postou as atividades para que os alunos pudessem realizar em casa.

“A diretoria de TI tem uma parceria com o Google para utilização das ferramentas Google for Education para uso interno, mas devido à pandemia tivemos que acelerar o processo.

Criamos os e-mails de mais de 20 mil alunos e também de mais de 1,6 mil professores, após isso foram cadastradas as quase 900 turmas da rede municipal. Cuidamos também, através de um profissional que fica entre os dois órgãos municipais, de todo o ambiente da plataforma”, explicou o diretor da DTI, Tiago Ferro Pavan.

Pesquisa de acesso à internet

Antes de iniciar as aulas remotas, o órgão municipal está realizando uma pesquisa para saber quantos alunos e professores têm ou não acesso à internet. Entre os alunos, mais de 14,7 mil estudantes responderam as perguntas, sendo que 3% (449) não têm acesso à internet, apenas Wi-fi 64,9% (9.586), somente 3G/4G 4,4% (643) e utiliza das formas 3G/4G e Wi-fi 27.7% (4.085).

Mais de 1,4 mil professores responderam aos questionamentos, sendo que 46,7% (656) têm acesso ao Wi-fi, apenas 3G/4G 3,8% (54) e ambas as ferramentas 49,3% (693). Apenas dois professores afirmaram não ter acesso à internet. A pesquisa continua aberta até o dia 30 de maio, por meio do Portal Educacional.

Seja um Leitor Parceiro!

Em uma época em que a facilidade ao acesso de informação acaba multiplicando a desinformação, e para piorar em meio a uma pandemia, o site Bairros Criciúma reforça o compromisso com o jornalismo sério, profissional e de qualidade. Nossa equipe se dedica diariamente na difusão de informação responsável e que você pode confiar.

Para que possamos melhorar cada vez mais e juntos possamos ter um jornalismo sério e o compromisso com a informação de qualidade, contamos também com a contribuição espontânea de nossos leitores!
Para contribuir basta fazer um Pix de qualquer valor para a chave: [email protected]

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email