Ana Botafogo ministra palestra gratuita “Vida de Bailarina” no 19º Unesc em Dança

A primeira bailarina e diretora artística do Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Ana Botafogo marcará presença no 19º Unesc em Dança. Ela, que é referência quando o assunto é dança, estará em Criciúma especialmente para a abertura do evento, que ocorre dia 18 de outubro, a partir das 19 horas, no Teatro Municipal Elias Angeloni. Ana falará sobre o desafio de viver para dançar, as dores e sacrifícios que um bailarino faz para levar toda a beleza lúdica, encanto e leveza ao público, em sua palestra “Vida de Bailarina”. Antes da palestra da primeira bailarina, haverá apresentações com grupos de dança convidados, no final acontece talk e sessão de autógrafos.

Ana Botafogo começou a dançar profissionalmente na França, no Ballet de Marselha. Frequentou a Academia Goubé na Sala Pleyel, em Paris (França), a Academia Internacional de Dança Rosella Hightower, em Cannes (França), e o Dance Center-Covent Garden, em Londres (Inglaterra). Desde 1981, é a primeira-bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro já tendo se apresentado na Europa, América do Norte, América Central e América do Sul.

Além de Ana Botafogo, o festival terá palestras com profissionais como: Bia Mattar, de Balneário Camboriú/SC; Marco Aurélio Souza, de Blumenau/SC; além do espetáculo “Narrativas em dois corpos”, com Diana Gilardenghi e Sandra Meyer de Florianópolis/SC.

Ballet Clássico de Repertório ou Livre, Dança Moderna ou Contemporânea, Jazz, Danças Urbanas e Danças Populares. Todos esses gêneros passarão pelo palco no 19º Unesc em Dança, que ocorre de 18 a 20 de outubro, em Criciúma. O festival, que reúne bailarinos de diversos estados que irão apresentar seus trabalhos coreográficos. O evento é de caráter não competitivo e oferece cachê cultural para 40 coreografias na categoria sênior, como forma incentivo para profissionalização na área da dança.

O objetivo do 19º Unesc em Dança, uma realização da Universidade e do Ministério da Cultura, é apresentar o panorama da dança, sob o aspecto não competitivo, buscando o aprimoramento técnico e artístico, garantindo o caráter didático pedagógico, contribuindo para o fortalecimento da linguagem da dança, formação de plateia e valorização da arte e da cultura.

“Estamos trabalhando para que a cultura realmente possa gerar futuro. Acreditamos na potencialidade do Unesc em Dança para formação de público e para difusão e profissionalização dos envolvidos com a dança. Somos gratos aos nossos patrocinadores que também acreditam que a cultura transforma”, afirma a coordenadora do Setor de Arte e Cultura da Unesc, Amalhene Baesso Reddig.

O festival tem uma programação com apresentações gratuitas e abertas ao público em geral nas mostras Infanto-juvenil e Sênior, com a participação de bailarinos a partir dos sete anos de idade. O evento também traz palestras e cinco Oficinas de Dança, abertas para comunidade interessada.

Mais informações pelo site: www.unesc.net/portal/unesc-em-danca-2018

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email