Fevereiro terá chuva e temperatura acima da média na região

O mês de fevereiro deve ser marcado por chuva frequente e temperatura acima da média em Santa Catarina, especialmente no Litoral. Em março, a chuva diminui e os totais devem ficar próximos à normalidade no Estado.

Em abril, a previsão é de chuva abaixo da média climatológica.  Esses dados são pela Epagri/Ciram,  que divulgou a previsão do tempo para o próximo trimestre.

blank

Chuva

As meteorologistas Gilsânia Cruz e Marilene de Lima reforçam que nesta época do ano, sobretudo em fevereiro, é alta a incidência de temporais com raios, granizo e ventania em Santa Catarina.

A chuva no referido mês é provocada pelo deslocamento de frentes frias no litoral catarinense, cavados (áreas alongadas de baixa pressão), convecção da tarde, localizada e de curta duração, com maior frequência entre a tarde e noite, e por vezes na madrugada.

A média mensal em fevereiro é de 150 a 170mm no Planalto e chega e 190 a 210mm no Oeste, Meio Oeste e no Litoral.

Em março diminuem as chuvas de verão e principalmente a partir da segunda quinzena as frentes frias chegam com mais frequência ao Sul do Brasil, sendo responsáveis pela maior parte da chuva em Santa Catarina, com média mensal variando de 100 a 130mmdo Oeste ao Planalto e de150 a 210 mmno Litoral. Em abril, a chuva diminui ainda mais e a média mensal fica em torno de 110 a 170 mm no estado.

A partir de março os ciclones extratropicais atuam com mais frequência no litoral do Uruguai, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, provocando vento intenso, mar agitado com ressaca e perigo para a navegação no litoral catarinense.

Temperatura

A previsão para os próximos três meses é de temperatura próxima a acima da média climatológica do Estado, com valores mais altos nos meses de verão (fevereiro e março).

No início do trimestre as temperaturas estarão mais altas devido às massas de ar quente que seguem atuando com frequência. Podem ocorrer episódios isolados com temperatura mais baixa na madrugada e amanhecer, sendo mais frequente no fim de março e em abril, com a chegada das primeiras massas de ar frio no estado.

Temperatura da superfície do mar

Nos meses de dezembro de 2020 e janeiro de 2021, as águas no Pacífico Equatorial apresentaram ampla área de resfriamento com anomalia de -1,0°C e -1,8°C, mantendo o fenômeno La Niña.

Nos próximos meses persiste a atuação da La Niña, tendendo a neutralidade nos meses de outono e inverno. No Atlântico Sudoeste observa-se anomalia positiva de TSM em torno de 1,0 a 2,0°C.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email