Entidades de saúde lançaram hoje (26) a campanha Novos produtos, Velhos Problemas para marcar o dia 31 de maio, data em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu como Dia Mundial Sem Tabaco. A campanha não só reforça a necessidade de parar de fumar o tradicional cigarro, como alerta sobre os dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs), categoria que engloba os cigarros eletrônicos, de tabaco aquecido, vaporizadores e outros.blank

Segundo o presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), Eduardo Fernandes, é importante lembrar que as evidências até o momento indicam que o tabagismo oferece maior risco de agravamento para os pacientes da covid-19. Fernandes ressalta que o tabagismo é uma doença crônica com repercussões sobre a saúde de modo geral e responsável por um alto índice de mortes. 

Estima-se que 8 milhões de pessoas morram no mundo por ano em função direta do fumo, incluindo os fumantes passivos, aqueles que compartilham o mesmo ambiente dos que fumam”, disse o presidente da AMB, César Eduardo Fernandes.

Para o vice-presidente da comissão de combate ao tabagismo da AMB, Ricardo Meirelles, é preciso que os médicos ajudem seus pacientes a pararem de fumar, fazendo com que todos se disponham a isso.

A campanha é feita em parceria entre a AMB, a ACT Promoção da Saúde, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, a Sociedade Brasileira de Pediatria, a Sociedade Brasileira de Pediatria e a Fundação do Câncer.

Dispositivos eletrônicos para fumar

O presidente da Fundação do Câncer, Luiz Maltoni, citou ainda o fato de que no Brasil são 160 mil mortes por ano decorrentes do cigarro e que parte das complicações já pode ser atribuída ao uso dos chamados DEFs (dispositivos eletrônicos para fumar).

Maltoni destacou que o apelo da indústria do tabaco é muito grande para os jovens para captar dependentes o mais cedo. Por isso o tabagismo é considerado também uma doença pediátrica devido à média de idade de início do uso do cigarro:15 anos. 

“A indústria foca nisso e desenvolve esses cigarros eletrônicos com cara de pen drive, caneta etc exatamente como uma falsa proposta de que seria menos tóxico e poderia ser utilizado pela pessoa que quisesse parar de fumar. Sabemos que esses dispositivos tem concentração de nicotina maior do que o próprio cigarro convencional e produzem uma infinidade de substâncias tóxicas. São travestidos de sabores e aromas exatamente para atrair os jovens”, explicou.

Fonte: Agência Brasil

A data para participar da concorrência pública de terrenos nº 155/2021 da Prefeitura de Criciúma é até às 14h desta quinta-feira (26), quando serão abertas as cartas de intenção. Os interessados devem comparecer no setor de Licitação, localizado no Paço Municipal Marcos Rovaris, e apresentar as propostas.

“Estamos recebendo até amanhã as intenções. Esperamos vender todos os 21 terrenos e, com o dinheiro, garantir melhorias para as localidades, onde se encontram”, declarou o diretor de Patrimônio, Henderson Giassi.

A expectativa da Prefeitura de Criciúma é arrecadar aproximadamente R$ 4 milhões com a venda de 21 terrenos públicos, que variam de R$ 70 a R$ 500 mil e estão localizados no bairro Archimedes Naspolini, Argentina, Cristo Redentor, Coloninha Zilli, Laranjinha, Linha Anta, Linha Batista, Mina do Mato, Primeira Linha, Rio Maina, São Simão e Vila Macarini.

O Governo do Estado, por meio da Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), lançou a nova edição da Sondagem empresarial dos impactos da Covid-19 no turismo catarinense. A pesquisa é direcionada a empresários do setor para avaliar os impactos da pandemia em todas as regiões do estado. O formulário eletrônico poderá ser respondido até 9 de junho.

“A participação do trade turístico nesta pesquisa é importante para o levantamento de dados atuais e para uma análise comparativa com as informações coletadas em abril do ano passado. Conhecer esse cenário nos auxiliará na tomada de decisões sobre novas ações, de forma conjunta, visando avançar na retomada das atividades turísticas no estado”, destaca o presidente da Santur Leandro “Mane” Ferrari.

> Para participar da pesquisa acesse aqui 

Na primeira edição da pesquisa, da qual responderam o formulário 866 empresas com registro no Cadastur (Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos) e entidades de classe de diferentes segmentos, buscou-se conhecer o porte das empresas, tempo de atuação, volume de atendimento, preços praticados, número de funcionários e medidas adotadas para minimizar o impacto.

De acordo com a diretora de Estudos e Inovação da Santur, Luana Emmendoerfer, nesta segunda sondagem foram acrescentadas questões relacionadas a períodos específicos, como Natal, Ano Novo e Carnaval, para uma leitura mais apurada sobre a relevância dessas datas para o turismo e o seu desempenho frente à pandemia.

O Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil (Capsi) completou 10 anos de atuação em prol das crianças e adolescentes de Criciúma nesta terça-feira (25). Para celebrar a data, o local realizou diversas ações, que contaram com a presença do prefeito Clésio Salvaro, do vice, Ricardo Fabris e de outras autoridades.

“É um espaço muito importante para o atendimento das nossas crianças aqui no município, que sofrem situações psíquicas diversas, que fazem uso de alguma substância química e que não têm ambiente familiar adequado”, declarou, durante o encontro, o prefeito Clésio Salvaro.

blank

O Capsi é uma unidade de referência em saúde pública municipal, que realiza atendimentos de psicoterapia individual ou familiar, grupo de orientação aos pais e cuidadores, avaliações sociais, visitas domiciliares e em escolas. Além disso, articula ações com o setor de educação, esporte, cultura, lazer e trabalho.