Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.361 da Mega-Sena, realizado neste sábado (10) à noite no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo. Os números sorteados foram 14 – 21 – 22 – 29 – 35 – 46. O próximo concurso, na quarta-feira (14), deve pagar R$ 33 milhões.blank

A quina teve 61 ganhadores e cada um receberá R$ 42.932,72. A quadra teve 3.782  acertadores e pagará o prêmio individual de R$ 989,23.

As apostas podem ser feitas até as 19h do dia do sorteio nas lotéricas de todo o país ou pela internet, no site da Caixa. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

O fim de semana está sendo marcado por mais vidas perdidas para a Covid-19 no município. Ao todo já são 376 mortos em Criciúma e o número de casos ativos e internações voltou a aumentar nos últimos dias. Nesta manhã de domingo foi confirmada a morte do ex-vereador e advogado Julio Colombo, de 57 anos e nesse sábado, o professor da rede municipal de educação, Wilson Bernardo Borges, de 29 anos. 

A Prefeitura Municipal de Criciúma decreta luto oficial de três dias pelo falecimento do ex-vereador. Colombo era advogado, liderança da região do Rio Maina e se destacou como presidente da Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri), vereador e presidente da Casa Legislativa e prefeito interino de Criciúma.

Por dois mandatos, o ex-vereador atuou no Legislativo Municipal, presidindo a Câmara entre os anos de 2017 e 2018. A Câmara de Criciúma também decreta Luto Oficial de três dias.

Borges era professor de Educação Física na Escola Municipal de Ensino Fundamental Lili Coelho, no bairro Santa Luzia e aluno do curso de pós-graduação na Faculdade Censupeg. Ambas instituições prestaram homenagens ao educador em suas redes sociais. 

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza inicia nesta próxima segunda-feira (12) em Criciúma. Na primeira etapa, o grupo prioritário serão crianças de seis meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes e puérperas (até 45 dias pós-parto).

O município recebeu 6.190 doses para dar início a imunização e as vacinas serão distribuídas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) nesta sexta-feira (9). Sem precisar de agendamento, as salas de vacinação estarão preparadas e seguindo as normas sanitárias para receber a população. A primeira etapa encerra no dia 10 de maio e a campanha segue até o dia 9 de julho.

De acordo com a técnica de enfermagem do setor de Imunização de Criciúma, Kelly Barp Zanette, os profissionais da saúde também entram nessa etapa, porém não nas duas primeiras semanas, já que o grupo ainda está recebendo a dose contra a Covid-19 e é necessário um intervalo de 14 dias entre as duas imunizações.

“O Governo do Estado deu autonomia para as cidades decidirem quando iniciar a imunização nos profissionais de saúde, dando prioridade a vacinação contra a Covid-19. Além disso, durante reunião na Secretaria de Saúde, decidimos criar estratégias de acordo com cada etapa ou semana de vacinação, conforme o andamento da pandemia”, explicou.

Nesta primeira fase, Criciúma precisa imunizar 15 mil crianças, 2.046 gestantes e 336 puérperas. Os idosos estão programados para a segunda etapa da campanha, dando prioridade para vacinação contra o coronavírus.

Horário estendido e Dia ‘D’

Nas duas primeiras semanas de vacinação, a secretaria optou por duas estratégias. Na quarta-feira (14), as unidades de saúde estarão com o horário estendido exclusivamente para vacinar contra a influenza, das 15h às 21h. Já no dia 21 de abril, feriado de Tiradentes, os postos farão o dia ‘D’, funcionado das 8 às 17h, sem fechar ao meio-dia.

“Quem está receoso com o coronavírus, pode optar por esses dois dias exclusivos para a imunização contra a Influenza. A vantagem do horário estendido é para que os pais levem as crianças nos postos, já que muitas vezes ficam até 17h ou 18h na escola. Essas duas quartas-feiras são um recurso para os pais aproveitem e vacinem as crianças”, frisou o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande

É necessário comparecer com um documento de identidade e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). As gestantes precisam levar o cartão pré-natal. Ao todo, até o fim da campanha, o município receberá 13 remessas com novas doses.

Confira as etapas de vacinação para os grupos prioritários:

Primeira etapa (a partir de 12 de abril)

– Crianças de 6 meses a menores de seis anos

– Gestantes

– Puérperas

-Trabalhadores da saúde

Segunda etapa (a partir de 11 de maio)

– Idosos com 60 anos ou mais

– Professores

Terceira etapa (a partir do dia 9 de junho)

– Comorbidades

– Pessoas com deficiência permanente

– Caminhoneiros

– Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário, Passageiros Urbano e de Longo Curso

– Trabalhadores Portuários

– Forças de Segurança e Salvamento

– Forças Armadas

– Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade

– População privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.