O atendimento do TeleCovid de Criciúma, que era prestado por meio do telefone 3444-7162, migrará a partir desta sexta-feira (11), para a discagem 156. Lançado por meio da Secretaria Municipal de Saúde, o serviço visa orientar e informar a população sobre a Covid-19 e funcionará 24 horas.

A inciativa opera em conjunto com o canal da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), através do SOS Unesc Covid-19, que atende pelo WhatsApp (48) 9-9183-8663, das 8h às 20h.

Informações como formas de contaminação do vírus, medidas de isolamento e restrições, recomendações para prevenção e tratamento e horário e local para atendimento são alguns exemplos do que vai ser concedido no serviço.

A Secretaria de Saúde disponibiliza uma equipe multiprofissional qualificada, evitando assim o deslocamento dos pacientes e contribuindo para a diminuição do contágio. O atendimento será 24 horas e boletins diários serão repassados para contabilizar a quantidade e tipificação dos atendimentos, gerando dados epidemiológicos.

Além disso, no site principal da Prefeitura, será implantada uma espécie de robô, que direciona a pessoa para um canal de atendimento do mesmo serviço. Um ícone de bate-papo localizado no canto inferior direito da tela, estará à disposição das pessoas que quiserem tirar dúvidas sobe a doença sem precisar efetuar a ligação.

O número 156 faz parte da Ouvidoria Geral da Prefeitura e foi adotado para o serviço como uma forma de facilitar o contato da população. Para que isso fosse possível, a equipe da Tecnologia da Informação (TI) instalou um equipamento chamado Unidade de Resposta Audível (URA).

“Esse mecanismo é um sistema de telefonia automatizado que da opção para a pessoa escolher o atendimento que precisa, discando um número específico. Desta forma, o cidadão será direcionado exclusivamente para o Covid-19”, destacou o diretor da Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI), Tiago Pavan.

A Fundação Municipal de Esportes (FME) de Criciúma está alinhando a retomada da modalidade de Taekwondo para projetos sociais e de rendimento. Um dos passos importantes para que isso aconteça foi dado nesta quinta-feira (10) com a visita de representantes da Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD).

Estiveram no município o coordenador de eventos da CBTKD, Adelino da Silva Filho, e o técnico da Seleção Brasileira Júnior, Erickson Busatto. Na conversa com o presidente da FME, Marco Antônio Cimolin, e o diretor técnico, Gustavo de Oliveira, os representantes da modalidade apresentaram a possibilidade de uma parceria para a execução do projeto CBTKD Educa.

De acordo com o coordenador de eventos, o contato em Criciúma foi positivo para o fortalecimento do taekwondo. “A visão da equipe da FME de Criciúma e o contato com a CBTKD possibilitam trazer para cá grandes projetos e eventos para impulsionar a modalidade na cidade, contribuindo para todo Sul do Estado”, frisou Filho.

Já o gestor do esporte criciumense lembrou que o município tem incentivado cada vez mais a prática esportiva na região. “Importante ressaltar que também estamos estruturando outras modalidades, como o boxe e o jiu-jitsu, por exemplo. Essa parceria com a CBTKD nos dá a certeza de que estamos no caminho certo para trazermos ainda mais os jovens ao mundo esportivo”, frisou Cimolin.

Está formalmente autorizado o início das obras de revitalização da rodovia Jorge Lacerda, principal acesso entre a BR-101 e a parte sul do município de Criciúma. O governador Carlos Moisés assinou na manhã desta quinta-feira, 10, a ordem de serviço para o começo dos trabalhos, que contemplarão um trecho de 8,3 quilômetros. O investimento será de R$ 16,3 milhões, somando execução e supervisão.

A solenidade de assinatura ocorreu no bairro Verdinho, localizado às margens da rodovia, e foi acompanhada por diversas lideranças regionais, como o prefeito de Criciúma, Clesio Salvaro, o presidente da Assembleia Legislativa, Julio Garcia, os deputados estaduais Rodrigo Minotto, Zé Milton Scheffer, Luiz Fernando Vampiro e Felipe Estevão, além do deputado federal Ricardo Guidi.

>> Mais fotos do ato

Carlos Moisés ressaltou a relevância da revitalização da rodovia para a região e afirmou que está em contato com a empresa vencedora para fazer melhorias no projeto a fim de trazer mais segurança de tráfego para a população.

“Eu sei da importância dessa obra, pois já morei em Criciúma. Revitalizar a Jorge Lacerda é uma questão de salvar vidas, trazendo mais comodidade para os moradores. Eu compartilho da emoção de cada um hoje aqui. O momento é de agradecimento para todos aqueles que lutam pelo desenvolvimento do nosso Estado”, ressaltou o governador.

A obra de restauração incluirá serviços de terraplanagem, pavimentação, drenagem, obras de arte correntes, sinalização, serviços complementares, meio ambiente, iluminação, obras de contenção, com muro de concreto armado, e seis intersecções.

Prazo de conclusão é de 300 dias

O secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, lembrou que a rodovia Jorge Lacerda foi asfaltada há 40 anos e nunca recebeu manutenção adequada. Trata-se de um importante corredor logístico do Sul do Estado, pois atende também os municípios de Forquilhinha, Nova Veneza e Siderópolis. O prazo para a conclusão da obra é de 300 dias.

“Essa é uma rodovia que precisa desse trabalho de revitalização, pois o asfalto está bastante degradado e tem um tráfego pesado e intenso. O Governo do Estado fará a obra com recursos próprios. É importante salientar esse ponto, pois mostra o compromisso da atual administração tanto com a infraestrutura quanto com a gestão responsável. Nossos investimentos são escolhidos em parceria com as lideranças locais e no caso da Jorge Lacerda não foi diferente”, apontou Vieira.

>> Mais fotos na rodovia

Comunidade comemora anúncio

No bairro Verdinho, os moradores aguardam com ansiedade pela chegada das máquinas. A frentista Odicleia Batista da Silva mora há 35 anos na comunidade e diz que a revitalização é uma necessidade urgente, pois a rodovia está com o piso muito irregular.

blankOdicleia aguarda ansiosa pelo início dos trabalhos

Na opinião de Silvina Ronconi Westrup, que faz parte da comissão pela revitalização da Jorge Lacerda, a sensibilidade do governador foi essencial para que a ordem de serviço fosse assinada nesta quinta-feira. Ela lembra que entregou o pedido a Moisés em 2019 e ele prontamente disse que a demanda seria atendida.

“O meu sentimento é de alegria nesse momento. Eu sempre tive confiança que essa obra iria sair. Hoje eu quero dizer ao governador que nós estamos agradecidos pela palavra que ele nos deu. Falou e cumpriu. É um dia histórico para o nosso bairro do Verdinho. É a primeira vez que vem um governador aqui e isso nos deixa eufóricos”, contou a moradora.

O representante comercial Claudinei Aparecido Darós usa a rodovia em média três vezes por semana para realizar entregas. Ele conta que, ao trafegar pela região, os motoristas precisam tomar muito cuidado, pois existe um risco grande de furar pneus nos buracos. “O risco de acidente é alto, então temos que andar devagar. A notícia da revitalização é ótima, pois nós realmente estávamos precisando. É um problema antigo, mas ainda bem que ocorreu essa assinatura para resolver o mais rápido possível”.

O governador Carlos Moisés participou ontem de uma entrevista coletiva para atualização das investigações sobre o assalto a uma agência bancária que assustou moradores de Criciúma, na madrugada do dia 1º. Até agora, 14 pessoas envolvidas na ação foram presas.

O governador reafirmou que o fato não combina com a realidade da segurança pública em Santa Catarina e que as forças de segurança seguem empenhadas no trabalho de investigação. Na abertura da coletiva, o governador também manifestou solidariedade aos familiares e ao policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino, que foi baleado na ação criminosa e continua internado em estado grave.

“As forças de segurança e as instituições irmãs estão unidas e empenhadas em força máxima para elucidar este crime que não combina com a situação de segurança de Santa Catarina. Quero enaltecer o trabalho de homens e mulheres que estão se dedicando nesta missão”, frisou Carlos Moisés.

Atualizações

Das novidades mais recentes da investigação, o delegado Anselmo Cruz, da delegacia de Roubos e Antissequestro, que conduz a investigação, revelou o cumprimento de mandado de busca e apreensão no estado do Ceará.

Depois do trabalho de mobilização integrada das forças de segurança e a prisão de 14 pessoas, a investigação entra agora numa etapa minuciosa para reunir e apurar informações e responsabilizar criminalmente todos os envolvidos.

“É como montar um grande quebra-cabeças, temos algumas peças que nos levarão a outras peças e assim, sucessivamente, até que a montagem esteja concluída. Esse trabalho, muitas vezes tem que ser até sigiloso para não atrapalhar o andamento das investigações”, explicou o delegado da Delegacia de Roubos e Antissequestro da Deic, Anselmo Cruz.

O delegado Cruz diz ainda que o trabalho integrado das forças de segurança estaduais e federais tem sido exemplar e produtivo. “A união de esforços em capacidade máxima operacional e de inteligência foi extraordinário e vai continuar. Tudo o que for produzido estará no inquérito policial que vai apontar a autoria de todos os criminosos envolvidos na ação violenta ocorrida em Criciúma”, reitera Cruz.

Trabalho integrado

O comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel PM Dionei Tonet, afirma que, num primeiro momento, a PM atuou focada na preservação da vida. “Depois, fizemos o aporte de efetivo, material e equipamentos na região Sul, onde iniciamos um trabalho de inteligência e prevenção, garantindo que a comunidade não fosse afetada por nenhuma outra lesão. Cuidamos das pessoas e levamos informações centralizadas, reforçando o trabalho integrado com outros órgãos”, frisou Tonet.

Instituto Geral de Perícias (IGP)

O perito-geral chefe do IGP de Santa Catarina, Giovani Adriano, destaca a agilidade do trabalho na cena do crime, imediatamente após a ocorrência. “Na madrugada, já havíamos conseguido uma força-tarefa trabalhando na cena do crime. Isso é muito importante para preservar os vestígios. Conseguimos coletar muito material, que já está sendo trabalhado em nossos laboratórios e muitos são transformados em indícios que dão convicção ao trabalho policial na identificação dos criminosos.

O presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial de SC, delegado-geral Paulo Koerich reforçou que “Santa Catarina não tolera ações criminosas como a ocorrida em Criciúma, o trabalho seguirá firme, integrado, até que sejam apresentadas as respostas que a sociedade espera”, conclui Koerich.

Participaram da coletiva desta quinta-feira, 9, em Criciúma, delegado Anselmo Cruz, da Delegacia de Roubos e Antissequestro; presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial de SC, delegado-geral Paulo Koerich; Clésio Salvaro, prefeito de Criciúma; tenente-coronel PM Cristian Dimitri Andrade, comandante do 9 Batalhão de Polícia Militar; diretor executivo da PRF, inspetor José Hott; comandante-geral da Polícia Militar, Dionei Tonet; coordenador do Grupo Regional do Gaeco, promotor de Justiça Ricardo Coelho Leal; perito chefe do IGP, Giovani Adriano e o superintendente de Polícia Federal em Santa Catarina, delegado Ricardo Cubas Cesar.

A ação criminosa

Por volta das 23h50 do dia 30 de novembro, criminosos com armas pesadas, munições de diferentes calibres, explosivos e coletes balísticos assaltaram uma agência bancária de Criciúma e efetuaram diversos disparos na área central e no 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM). A ação criminosa resultou em duas pessoas feridas, sendo um deles o policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino, que continua internado em estado grave.

No dia do roubo à agência bancária, quatro pessoas chegaram a ser presas quando recolhiam cédulas que ficaram espalhadas pelo chão próximo à agência bancária que foi alvo de explosões provocadas pelos bandidos. Com eles, a polícia apreendeu cerca de R$ 810 mil em dinheiro. O montante levado pelos bandidos está estimado em R$ 80 milhões.